Você verá que a emoção começa agora...
Agora é brincar de viver!
(Guilherme Arantes)





sábado, 24 de março de 2012

RECEITINHA DO CHEF FERNANDO

 

PATO A BARBA NEGRA

Ingredientes:

1 peito de pato (aprox. 500g) – 1 cebola roxa grande – 1/3 de lata de creme de leite – 2 colheres de sopa de manteiga – 1/2 xicara de chá de vinho tinto seco – 1 colher de café de sal –1 1/2 colher de sopa de açucar demerara – tempero da Sogra (tempero que a D. Vani, mãe da Paula faz… é o pulo do gato… rsrsrsrs)

DSC00135

Modo de Preparo:

Tempere o peito de pato com tempero da Sogra, mais oleo, pimenta do reino, vinagre e reserve. Corte a cebola em rodelas finas. Coloque em uma panela, a manteiga, a cebola, o vinho, o sal e refogue, quando secar bem adicionar o creme de leite, retire o molho feito com a cebola coloque em outro recipiente e reserve. Na mesma panela adicione a manteiga e o açucar, aqueça bem, sempre mexendo, coloque o pato e deixe dourar todos os lados, acrescentado um pouco de água quando necessário para não queimar, quando estiver bem dourado, desligue o fogo, retire o pato, corte em fatias finas e disponha em uma bandeja dessa forma - Faça uma cama com a cebola, coloque as fatias de pato por cima, regue com o molho que resultou da fritura da carne. Decore com algumas gotas de mostarda, manjericão e frutas à gosto. Nesse caso usamos, frutas vermelhas e uva verde.

DSC00036

DSC00037

Um maravilhoso petisco para compartilahr com os amigos… ficou divino!!!

DSC00137

Todos aprovaram, batizaram a receita e resolvemos postar. Esperamos que curtam!

DSC00139

terça-feira, 20 de março de 2012

BAHAMAS… PAULEIRA!

 

Desde que saimos de Porto Rico não desembarcamos e ficamos ao todo por um período de 12 dias sem sair do Andante. Tudo corria bem, mas quando paramos em Turks baixamos os arquivos Grib (previsão meteorológica) e vimos que no dia 5 no inicio da madrugada entraria um vento forte (30 nós) e foi batata… à 1h da madrugada começou a pauleira, o vento entrou violento com 35 nós constantes e chegava aos 42 nós nas rajadas, de Nordeste… ou seja, na cara…

DSC03520

Estávamos navegando em direção à Eleuthera, nas Bahamas, para mais uma parada de descanso e depois de uma noite de turnos feitos na escadinha de entrada da cabine, pois as ondas embarcavam no cockpit e chegaram a passar por cima do bimini, parecia que estávamos dentro de uma máquina de lavar… resolvomemos voltar 20 milhas a favor do vento e tentar nos abrigar em uma ilha chamada Long Island…

DSC03548

Pela manhã chegamos à Long Island, a água incrivelmente clara, mas o céu carregado e o mar muito nervoso. Passamos por uma barreira de recifes e ancoramos com 3,5m de profundidade com 40m de corrente, que ficava esticada até o talo por causa do vento forte. Ai que medo!!!

DSC03558

Ficamos 3 dias e 2 noites parados nesse lugar. Fizemos contato com nosso amigo Manir e ele nos passou a previsão para os próximos dias…

DSC03561

Enquanto isso, assistimos os 2 ultimos filmes que nos restavam a bordo… cafés da manhã…

DSC03564

Escondidinho de carne seca…

DSC03568

O Fer sempre defende a idéia de se ter muita comida dentro barco e nessa hora ficamos tranquilos, porque apesar de ficarmos no mar mais tempo do que havíamos programado, tinhamos estoque de comida e bebida mais que suficiente…

DSC03577

Olhem o lugar que a gente estava… e mal conseguíamos colocar o nariz pra fora… pqp!

DSC03583

A previsão de melhora do tempo era para o dia 08, mas no dia 07 o vento começou a mudar de direção e a nossa ancoragem começou a ficar perigosa, o local era muito raso e tinha muitos recifes, resolvemos sair antes do imaginado. Partimos às 18h20 do dia 07.

DSC03593

Mais pauleira… o mar cresceu consideralvente, as ondas chegavam à 5m… um horror…

DSC03597

Mais uma vez, turnos na escadinha de entrada da cabine… e eu e o Fer exaustos…

DSC03598

Apesar de tudo estar bem preso dentro do Andante, as coisas despencavam com as porradas das ondas no costado do barco que o faziam deslocar-se como um bloco num solvanco forte. Só era possivel descansar nesse sofá de bombordo, lado de sotavento… em outro lugar era tombo na certa.

DSC03627

Depois de mais 12h de sufoco, o mar alisou… tudo voltou a compor um cenário agradável e nem parecia que estávamos nas mesmas águas que encheram a minha cabeça de questionamentos sobre o que estávamos fazendo… não é mole não! A gente fica com a caixola cheia de dúvidas… e querendo mais é estar em casa, segura, dormindo em uma cama que não te lança pra fora e na segurança de “terra firme”.

DSC03610

Penso que o mar testa a gente o tempo todo, tenho muito medo e o Fer diz que vê nos meus olhos arregalados o tamanho do meu pânico, ele também sente medo e isso é bom, ficamos mais cautelosos… mas depois que tudo passa, volto a ver o quanto é preciosa essa experiência que estamos vivendo, o quanto isso nos faz crescer como indivíduos e ainda como a cada dia que passa nos conhecemos melhor e aos nossos limites… isso é formidável!

DSC03623

A paz voltou a reinar no mar…

DSC03621

Vejam o video, infelizmente não tive sangue frio para filmar os piores momentos… mas dá pra ter uma idéia… rsrsrsrsrs.

domingo, 18 de março de 2012

NAVEGANDO…

 

Navegando entre St. Maarten e Bahamas… antes do mau tempo… rsrsrs, só alegria!

sexta-feira, 16 de março de 2012

quinta-feira, 15 de março de 2012

REP. DOMINICANA E TURKS AND CAICOS

 

Saímos de Porto Rico no dia 28 de Fevereiro às 21h, com proa para a República Dominicana, foram 200 milhas que percorremos em 36 horas, só na genoa de novo. Mais uma vez ventos de 15 à 18 nós, velejada tranquila.

DSC03328

Pela manhã do dia 01 de Março, já na costa dominicana, nos aproximamos da baia de Samana. A nossa intenção era parar um dia para descansar e continuar viagem, como não queremos dar entrada no pais, porque já demos entrada nos EUA quando estivemos em Porto Rico, pensamos em entrar em um lugar menos visado… apesar de que estamos sem guia da região, usanso somente a carta eletrônica, portanto temos poucas informações… mas resolvemos arriscar.    

DSC03329

Entramos na baia, que é bem longa e ancoramos. Eu ainda estava na proa do Andante após a ancoragem e um pequeno barco com as autoridades portuárias nos abordou e pediram permissão para vir a bordo… pronto ferrou! E a gente achando que ia descansar…

DSC03340

Permissão concedida, entraram e fizeram as devidas apresentações – Fulano, da Divisão de Narcóticos, Ciclano, autoridade portuária… e eu, disse o terceiro deles – Meu nome é Ricardo, para os amigos Richard, mas vocês podem me chamar de “No Problem” – Hummm tá… Já vi tudinho, vamos ter que cair fora, se ainda for possivel. Bem, ele nos explicou tudo o que já sabíamos e pediu que os acompanhassemos até o escritório para fazer os papéis de entrada na Rep. Dominicana… Caraca! Vamos perder nossa entrada nos EUA. Perguntei ao “No Problem” – E se fossemos embora agora, nesse instante, poderíamos ficar sem dar entrada?… Ele parou por um segundo e disse que já era tarde e que já estávamos ali… e ali era um porto de entrada, teríamos que fazer os papéis. Ai meu Deus!… Eu insisti – Mas vamos embora agora, nem desembarcamos… e o Ciclano, o da autoridade portuária, disse então – Tudo bem, deixem eles irem, mas isso é uma exceção. Hummm tá… “exceção”, resolvemos e fomos embora… Ufa!

DSC03336

Mas tivemos que baixar o Zé, que estava amarradinho, pra deixar os bonitões no cais, porque o barco que os trouxe até o Andante caiu fora. Tá bom… menos mal, afinal iríamos perder a entrada nos EUA por apenas algumas horas na Rep. Dominicana. Aff! O Fer teve que voltar remando sozinho… tadinho… rsrsrs… tava puto!

DSC03339

Já que temos que ir… vamos… mas antes paramos em uma praia linda no caminho… ainda dentro da baía…

DSC03349

DSC03350

Ancoramos por alguns míseros minutos e partimos antes que o barquinho com o “No Problem” a bordo, viesse atrás de nós de novo… ehehehehe!

DSC03351

DSC03361

Em poucas horas estávamos novamente no mar, a nossa estratégia agora é ir pra Turks, mais 200 milhas daqui. Nada de descanso… voltamos aos turnos de 3 horas durante a noite…

DSC03385

DSC03386

Depois de mais 30 horas de boa velejada, chegamos à Turks com o pôr-do-sol…

DSC03413

Ancoramos em uma pequena baía, a de Salt Cay, com a luz do dia quase no fim, era apenas para passarmos a noite, como aqui é reserva, possivelmente teremos que fazer entrada, então a idéia é… partirmos amanhã bem cedinho. Uma pena não conhecermos o lugar… mas não dá pra ter tudo, não é mesmo?

DSC03441

Colocamos nosso dessalinizador para trabalhar, enchemos nossos tanques, como num passe de mágica, água salgada se transforma em água potável… acho isso incrivel. Tomamos um belo banho, jantamos Tortilha que o Fer fez, deliciosa… hummm adoro… e dormimos juntinhos em nossa cabine, como há muitos dias não fazíamos.

DSC03439

Depois de uma bela noite de descanso… despertamos com o relógio… pipi…pipi…pipi! Eram 5h, tomamos café da manhã e partimos.

DSC03446

Com essas caras de sono ainda… rsrsrsrsrs.

DSC03455

DSC03460

Quem sabe na próxima a gente conhece Turks and Caicos… até! E… de volta ao mar! Agora rumo às Bahamas.

quarta-feira, 14 de março de 2012

PORTO RICO, UMA BELA SURPRESA!

 

Deixamos as Ilhas Virgens no dia 25 de Fevereiro às 17h, foram 105 milhas que percorremos em 15h30, mais uma navegada tranquila, com vento e mar favoráveis. Pela manhã, já na costa de Porto Rico, mais precisamente na cidade de San Juan, avistamos um belo e imponente forte, a “Fortaleza del Morro”, mencionada ao final do livro Um Brasileiro Velejando as Antilhas.

DSC03042

Aos poucos vão crescendo os edifícios de San Juan e pela tarde cruzamos a cidade velha, com a Fortaleza del Morro, na barra, inconfundível e imponente. Turistas nos abanam lá de cima da amurada enquanto o Plâncton desce veloz nas cavas das ondas e no vento forte da tarde. Me transporto para o lugar deles lá no alto, há muitos anos passados, olhando estas águas fascinantes, jamais sonhando então que um dia saudaria a Fortaleza daqui de baixo, vindo à vela de tão longe.” (Geraldo Tollens Linck)

DSC03047

Aqui em San Juan, terminou a aventura do Plâncton e de seu Comandante nas Antilhas, mas a nossa… continua, chegamos bem cedinho e não haviam turistas na Fortaleza para nos acenar, porém o Andante fez questão de, como o Plâncton, chegar veloz, subindo e descendo as ondas ao sabor do forte vento que soprava naquele momento… pudemos sentir uma energia boa de estar chegando ao importante porto onde Geraldo terminou sua viagem, afinal é muito especial alcançar e desbravar os lugares navegando… e como ele mesmo disse, vindo à vela… de tão longe.

DSC03054

Nossos olhos foram ficando curiosos ao ver esta bela cidade a beira do canal, um certo cuidado e tensão toma conta da gente… não temos carta detalhada do local, mas fomos adentrando bem lentamente para que tivéssemos tempo de visualizar um lugar para ancoragem.

DSC03062

Avistamos o primeiro gigante ancorado no cais do porto de San Juan, é o Carnival Victory.

DSC03063

E um pouco mais adiante passamos por mais outros dois navios de cruzeiro, logo na frente deles ficava o ponto de ancoragem, no final da baía.

DSC03068

Depois de ancorados, descemos o Zé e fomos até o Clube Náutico de San Juan, era Domingo, perguntamos aos funcionários onde ficava a Imigração, eles nos disseram que tinhamos que ligar para que viéssem até nós fazer a entrada, o Fer falou no celular em espanhol com a autoridade portuária… falar em outra lingua no celular, ninguém merece… e depois de fazerem um questinário imenso por telefone, disseram que estavam se deslocando para o Clube Nautico. Tivemos que trazer o barco até uma vaga do clube para que as autoridades pudessem entrar e vistoriá-lo. Um policial fardado chegou em uma viatura e o Fer se dirigiu juntamente com ele ao Andante, muito educado e gentil pediu-nos permissão para entrar e ver nossos documentos e os do barco, depois de preenchermos toda a papelada ele nos explicou que a entrada em Porto Rico (que é território americano) serve também para os EUA, porém não poderemos parar em nenhum outro porto, caso contrário teremos que passar por toda a burocracia novamente. No final, ainda nos deu umas dicas de bares e bons lugares para visitar em San Juan.

DSC03072

Voltamos ao ponto de ancoragem e demoramos um tempão para fundear, a âncora garrou (soltou) por várias vezes, mas depois de incontáveis tentativas… conseguimos! Nesse momento já não tinhamos disposição para sair, fizemos uma comidinha, tomamos aquele banho e dormimos como anjos. No outro dia, fomos conhecer San Juan… a cidade é muito bonita e organizada, repleta de história e monumentos muito bem preservados. Ficamos surpresos com tudo que San Juan tem pra oferecer e por ser um lugar que jamais imaginamos como um destino, hoje já mudamos de idéia.

DSC03098

San Juan é a capital e o município mais populoso de Porto Rico, possui um importante porto e é considerada centro industrial, financeiro, cultural e turistico da ilha. A região metropolitana tem aproximadamente 2.500.000 de habitantes. Porto Rico é território americano e seu chefe de Estado é o Presidente dos EUA, no momento, o Obama, passamos pela calçada dos presidentes…

DSC03084

Uma pose com o Kennedy e com o Obama.

DSC03086

Esse é um Sitio Histórico importantissimo, foi ponto estratégico no Mar do Caribe e suas estruturas defensivas protegeram a cidade de San Juan das inúmeras batalhas que ocorreram na época da colonização do Novo Mundo e deixaram uma rica exibição de arquitetura européia adaptada as baías do continente americano.

DSC03095

Hasteadas as bandeiras dos EUA, de Porto Rico e a antiga bandeira de guerra da Espanha, pais que em 1493 conquistou Porto Rico e posteriormente, cedeu aos EUA, em 1898.

DSC03102

Logo que entramos no forte nos deparamos com essa iguana compondo o cenário.

DSC03100

Lindas paisagens.

DSC03111

O forte foi construido no século XV e suas estruturas foram ampliadas até o século XIX, ele ficou imenso e contorna grande parte da cidade.

DSC03107

Andar por esses túneis nos faz viajar no tempo e nos relatos das batalhas, é genial, um mergulho na História.

DSC03115

DSC03136

Muita munição decora o forte.

DSC03141

Um monge e um policial somavam ao cenário.

DSC03150

E nós desfrutamos da vista, da história, da energia que esse lugar maravilhoso possui… é realmente impressionante o cuidado e senso de preservação do povo daqui, tudo impecavelmente conservado.

DSC03165

A Fortaleza e Sitio Histórico de San Juan, foi tombada pela Unesco e hoje é Patrimônio Histórico Mundial, assim como Macchu Picchu, no Peru e Taj Mahal, na Índia. Show de bola, né!

DSC03174

Depois de caminhar por muitas horas na Fortaleza, fomos conhecer, Viejo San Juan, um bairro charmosíssimo, com suas ruas estreitas, prédios antigos e muito bem preservados também. Nesse lugar desembarcam os cruzeiros e os turistas estão aos montes espalhados pelas ruas.

DSC03182

DSC03220

Artistas locais espalham-se pelas pequenas ruas de Viejo San Juan contribuindo com a trilha sonora para a nossa caminhada e deixando a atmosfera cada vez mais atraente.

DSC03240

Encontramos de tudo por aqui, lojas das marcas famosas, bons restaurantes para todos os gostos, charmosos bares, muitos cafés e um surpreendente sebo, com uma variedade e quantidade gigante de velharias e raridades. O nosso amigo Mauro Campos, o Maurinho (de Bauru), se perderia por pelo menos por uma semana lá dentro… tenho certeza que ele adoraria! Lembramos muito dele nesse lugar…

DSC03186

DSC03317

DSC03192

DSC03197

Mas é claro que o que a gente procurava mesmo era uma cerveja gelada… rsrsrsrsrs, e encontramos… ehehehe!

DSC03195

Não satisfeitos… continuamos a caminhar, pra poder tomar um gole em cada lugar… eta lele!

DSC03218

E assim foi… uma aqui…

DSC03226

… outra aqui…

DSC03241

DSC03251

… e mais outra… rsrsrsrsrs

DSC03254

… e outra e uns peticos pra encerrar… aff!

DSC03261

Ah… entre uma e outra, também fomos ver a Exposição “Body Worlds – Un Viaje Por El Corazon”, na galeria Paseo Portuário, Viejo San Juan. Esta é realmente uma viagem pelo nosso corpo, uma exposição simplesmente fantástica e o mais impressionante é que tudo foi feito com corpos humanos… de verdade…

DSC03213

É tocante ver nosso próprio corpo de uma maneira tão real e desnuda bem à nossa frente, saber que somos aquilo que vemos nesta exposição, conhecermos nossos orgãos, nosso sistema circulátório, nervoso, respiratório, reprodutor… é tudo muito perfeito, somos uma máquina divina, a melhor das criações da natureza, pois ainda habita dentro de nós uma essência, a nossa alma, que na exposição, é indicado o “coração” como sua moradia, é fabuloso! Intrigante é pensar que um dia eles (esses corpos) foram como nós… e nós certamente seremos como eles no futuro, talvez não tão bonitos e preservados… rsrsrsrs.

DSC03215

Condado, lugar de belas praias, grandes hotéis como, Hilton, Sheraton e muitos condominios.

DSC03275

DSC03276

Esse é o lado do Oceano Atlântico, o mar chega à praia com força, as ondas estouram nas pedras… é bonito de ver, mas impõe um certo respeito.

DSC03277

Paradinha básica para molhas as palavras… rsrsrsrs.

DSC03293

Voltamos para a marina só a noite e felizes com a nossa estadia em San Juan, a cidade nos surpreendeu de forma muito agradável, foi uma maravilhosa parada. Mas temos que partir… arrumamos tudo e partimos às 21h rumo à República Dominicana.

DSC03322

Ah… tudo que está nesta postagem aconteceu em 3 dias, ok, acabei não dando a ordem cronológica de tudo que postei… rsrsrsrsrs… Desculpem-me. Até a próxima! Nós recomendamos San Juan, vale à pena conhecer!