Você verá que a emoção começa agora...
Agora é brincar de viver!
(Guilherme Arantes)





quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A CAMINHO DO BRASIL!

 

Tudo pronto na Marina Mindelo para nossa partida, como nosso destino no Brasil é Natal, queremos chegar para o aniversário do amigo Elder Monteiro que acontecerá no dia 15/12… portanto, hoje é dia 01/12, temos 1500 milhas para percorrer e pensamos que devemos cumprir o trajeto em 14 dias.

DSC04620

Nosso amigo português, o Nuno, nos deu a honra de soltar as amarras do Andante pra mais um trecho importante da nossa viagem… Valeu Nuno!

DSC04621

É hora de partir… então vamos embora! Essa foto (abaixo) foi tirada pelo Nuno, que nos enviou posteriormente por email.

02

E a Ilha de São Vicente vai ficando na popa do Andante.

DSC04625

Logo na saída, pegamos um vento muito forte e em uma manobra, deixei a escota da retranca correr na minha mão sem passar na catraca, mesmo de luvas, tive os 3 dedos do meio com as pontas queimadas e com bolhas mais tarde. Que lástima… doeu pra caramba, mas passou logo, depois de um chamego do Comandante… rsrsrsrs.

DSC04640

A bela visão da ilha que vamos deixando pra trás com algumas perguntas sem resposta em nossas cabeças… será que um dia voltaremos aqui? Quem sabe…

DSC04631

Já no 2o dia de navegada o Fer foi ligar o motor somente pra aquecer água para o banho, porque o Andante velejava ligeiro e adernado para Boreste e pra nossa surpresa o motor não deu sinal de vida… Epa! Estava tudo indo tão bem… Ele verificou tudo e suspeitou de calço hidráulico, para tirar a dúvida ligou para o meu Tio Valter, mecânico “dos melhores”, lá de Indaiatuba, para fazer uma consulta… rsrsrs. Bem, depois de uma curta conversa, o tio disse que ele teria que tirar os bicos e ressaltou – Não é como tirar vela de carro viu Fernando! – mas ele não contava com a astúcia do Comandante que lá na Ilha da Madeira resolveu comprar uma ferramenta que ainda não tinha, uma chave de impacto, pronto… chegou a hora de usar e antes de falar com o tio ele já tinha aberto os bicos. Fazer o serviço com o barco adernado e balançando não é nada fácil, o Fer suava em bicas e ainda teve que trocar o oléo do motor… ninguém merece.

DSC04642

Bem, depois de tudo feito, o teste, virar a chave do motor… e… funcionou!!! Para garantir que não entrasse água, o Fer improvisou uma tampa para o escapamento do motor. Pronto, agora poderemos ficar tranquilos, mais uma vez o Comandante arrasou.

DSC04644

Incansável, esse Comandante não tem parada, sempre procurando algo pra fazer no barco.

DSC04648

Olha o tempão armado na proa do Andante.

DSC04651

Antes de partirmos, o Fer estudou a nossa rota e criou sua estratégia com base nos dados meteorológicos disponíveis, apesar das informações de rota contidas no livro do navegador brasileiro Edson de Deus que tem um excelente Guia de Navegação para o Atlântico Norte e que recomenda a partir de Cabo Verde seguir rumo Sul, posteriormente seguir para Sudeste, virando para Sudoeste para atravessar a linha do Equador, o Fer optou por manter o rumo Sul – Sudoeste até ultrapassar esta linha, o que resultaria em uma rota mais curta, alcançando as calmarias equatoriais em sua faixa mais estreita, porém com risco de deriva com as correntes para Oeste, ou seja, para o Caribe, que não seria má idéia… rsrsrsrs. Bem, como tinhamos bastante combustivel a bordo, não teríamos problemas se precisássemos motorar. Pronto… a estratégia está concluída, agora é só colocar em prática e aguardar o resultado.

DSC04377

Eu mareada pra variar um pouco, os primeiros dias são fatais.

DSC04658

Mais uma vez estamos tendo a honra de atravessar a Linha do Equador, agora do Hemisfério Norte para o Sul. Não sei se lembram, mas na subida, quando atravessamos a linha o Fer tirou a barba e ofereceu a Netuno… mas e desta vez…?

DSC04660

Depois é claro, de comemorarmos a tradicional passagem com um espumante, que nos foi dado pelo Marcão do Veleiro Allegro… chegou a hora da oferenda, Netuno está aguardando…

DSC04666

E dessa vez foi o cabelo do meu Comandante, com o barco chacoalhando pra lá e pra cá tentamos um corte de cabelo mais arrojado do que apenas passar a máquina em tudo. No final, eu aprovei, achei esse novo Fer, lindo de viver!!! Eheheheheh… marido novo em alto mar, valeu Netuno!

DSC04668

Nosso primeiro final de tarde no Hemisfério Sul depois de mais de 1 ano.

DSC04674

O Andante já se sente no quintal de casa.

DSC04677

DSC04720

Que tal uma comidinha, afinal cheiro de comida no barco é tudo de bom, ainda mais quando estou me sentindo bem, aff… passei muito mal nessa travessia… credo!

DSC04680

Estamos prestes a visualizar Fernando de Noronha…

DSC04686

Só conseguimos avistar quando já estávamos a 19 milhas do arquipélago.

DSC04691

Dia lindo e nós não vamos poder disfrutar desse paraíso, que pena! Mas só contarei o motivo no livro… ehehehe!!!

DSC04699

Passamos bem pertinho, olha o Morro do Pico.

DSC04700

Dois irmãos ou Fafá de Noronha.

DSC04705

De todos os lugares que passamos não conseguimos eleger algo tão maravilhoso, como Fernando de Noronha, realmente um diamante brasileiro, com a mais fantástica praia que conheci, a Praia do Sancho, mas cada cantinho de Noronha tem seu encanto especial, suas águas mornas, areias branquinhas, pôr-do-sol, golfinhos, cores, mergulho… ahhh… não existe lugar mais belo!

DSC04726

Pronto! Chega de choramingos, proa para Natal! Ai vamos nós!

DSC04713

Ficamos observando o pôr-do-sol e deixando a silhueta do paraíso para trás… mas a gente volta! ôôôô se volta!

DSC04729

Faltava pouco agora, mas essa noite e no outro dia chegaremos a Natal, mas por incrível que pareça o vento que nos fez chegar até aqui rapidinho, agora deu pra ficar fraco e isso implica em chegarmos a noite ou tirar pano pra chegar pela manhã. Em conversa decidimos ir ao sabor do vento e chegar a noite mesmo, afinal depois de 1 ano e 40 dias essa será a primeira barra conhecida que vamos entrar, acho que não teremos problemas.

DSC04756

Era dia 12/12/12, 23h30, bela data para a nossa chegada, não é mesmo? Não havia ninguém no Iate Clube do Natal, mas depois de amarrarmos o Andante em uma das poitas disponíveis, comemoramos… a sós, ou melhor… eu, o Fer, o Andante e o Zé.

DSC04759

Mais uma conquista, estamos de volta ao Brasil!!! Concluímos a volta no Atlântico Norte, isso é demais, como sempre temos que nos beliscar pra sentir que realmente é verdade, e ééééééé! Estamos muito felizes e cansados, mas a adrenalina que corre em nossas veias não nos deixa dormir… é uma sensação que não consigo descrever.

DSC04760

No outro dia pela manhã…

DSC04762

Já encontramos Nelson e Lùcia do Veleiro Avoante a nossa espera no pier, que felicidade reencontrar os amigos.

DSC04763

O Andante repousa depois de ter cumprido com bravura o seu papel, foram 11 dias de travessia e esse barco só nos enche de orgulho, de um total de 276 horas de viagem, apenas 17 foram no motor, ou seja, a estratégia de rota do Fer deu certo, aliás muito certo… ah! Esse meu Comandante arrasou e o Andante também!

DSC04766

Estamos de volta ao nosso BRASIL!

DSC04732

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

CABO VERDE, UM PEDACINHO DA ÁFRICA

 

Saímos de Tenerife, no dia 20/11 às 15h, serão 848 milhas até Cabo Verde, que pretendemos fazer em 7 dias. As Ilhas Canárias vão ficando pra trás…

DSC04380

Já na saída, comecei a marear, mesmo tomando o Meclin… putz, que inferno, isso não melhora nunca… bem, passei ainda uns 3 dias mareando e com todos aqueles sintomas idiotas, aqueles questionamentos bestas, fora dores de cabeça, falta de fome (isso até pode ser positivo… rsrs) mal estar… Credo!!! Depois passa, mas tem que ter paciência… coitado do Comandante.

DSC04394

O vento de popa entre 10 e 15 nós impulsionava o Andante, fazendo-o manter uma velocidade de 6,5 nós… é bonito ver o barco deslizar assim nesse mar azul… dá um orgulho! Esse é o nosso bravo Andante!

DSC04424

Comidinhas a bordo… o Fer fez Bacalhau com azeite e alho e batatas cozidas.

DSC04429

Entardecer agradável no mar… a temperatura já é muito boa e podemos tranquilamente curtir o final de tarde no cockpit tomando um vinho e jogando conversa fora.

DSC04433

O Fer colocou de novo a isca na água… ouvimos o sino (um alarme improvisado amarrado a uma linha) corremos pra fora, podíamos ver um peixe muito grande tentando fisgar a nossa isca, eu apavorada achando que poderia ser um golfinho e é claro… não queria fisgar um bicho tão lindo daquele. Quando por fim conseguimos identificar o grandão… era um Tubarão… ahahahah, pra quem não pegou nada até agora, imagina pergar um Tubarão… mas ele desistiu… eheheheheh.

DSC04435

A última bandeira a ser hasteada fora do nosso Brasil! Ai vai a bandeira de Cabo Verde.

DSC04438

Chegada agradável, bom tempo, sol, céu azul… delicia!

DSC04441

Nós com esse Branco Europa tingindo nossa pela… chegou a  hora de pegar um bronze… rsrsrsrs.

DSC04445

Ilha de São Vicente na proa do Andante, nosso destino aqui é Mindelo.

DSC04454

Cabo Verde, oficialmente República de Cabo Verde, é constituído por 10 ilhas de origem vulcânica. Está localizado no Oceano Atlântico a 640 km a Oeste de Dakar, no Senegal.

DSC04459

Foi colônia de Portugal desde o século XV até sua independência em 1975. Ehehehehehe… olha a gente aí, chegando pela primeira vez em um país africano.

DSC04461

DSC04465

Pronto… já atracados na Marina de Mindelo, muito simpática e com boa estrutura, fomos muito bem recebidos, pessoas acolhedoras e com sorriso no rosto.

DSC04473

Nosso trajeto de 848 milhas foi concluido em 6 dias, dentro desses dias foram 36,5 horas motorando e mais 108 horas velejando… muito bom!

DSC04480

E é claro… como não poderia faltar… a comemoração! Uma cervejinha gelada!

DSC04479

Esse é o Clube Nautico de Mindelo, onde a comunidade de velejadores se reune.

DSC04493

DSC04491

Esse clima quente pede uma geladinha a todo momento… rsrsrsrs.

DSC04492

Gostamos muito de Cabo Verde… apesar de ser uma país pobre, tem pessoas muito acolhedoras, simpáticas, prestativas e sempre com um sorriso largo no rosto.

DSC04503

Fora o clima quente e a língua portuguesa… aliás, aqui todos falam o português, inglês, francês… alguns falam o alemão e claro, o dialeto deles, o Crioulo, que é bonito de ver e ouvir… funciona quase como um código, como é um dialeto, só eles sabem e podem falar entre eles sem que ninguém entenda… muito legal! Adorei!

DSC04484

Aqui está o Mercado Municipal de Mindelo, como vocês podem ver muito mais simples e humilde do que os mercados dos outros lugares que passamos.

DSC04487

As pessoas tentando vender seus produtos, mas já não tem aquela qualidade que vimos nos outros lugares, mesmo assim comprei uns tomates e bananas…

DSC04590

Aqui… o Mercado de Peixe.

DSC04539

… os peixes tem muito boa aparência, são frescos e sadios, mas o lugar não tem muita higiênie, cães doentes, visivelmente com coceiras, sarnas…disputam restos de peixe e perambulam por todo o espaço, tem restos de peixes e sujeiras por todo o mercado, talvez por isso tenham um índice de mortalidade infantil significativo e uma expectativa de vida baixa.

DSC04582

Esse é o Búzio, essa carne de aspecto estranho fica dentro de uma concha bem grande e bonita… no Caribe e nos EUA é chamado de Conch.

DSC04581

Pelas ruas de Mindelo… É caminhando pelos lugares que podemos sentir um pouco da sua cultura, de como as pessoas vivem e como percebem facilmente que eu, por exemplo, não sou dali, não faço parte daquele mundo deles… é incrivel, uma sensação diferente quando o gringo é você… sei lá, viajei… rsrsrsrs.

DSC04540

Gosto de ver as pessoas se movimentando e vivendo o seu dia a dia, simples e rotineiro, aquela rotina da qual fugimos…

DSC04546

O que será que sde passa na cabeça dessa mulher?

DSC04547

E dessa? Imagino que todos os dias ela pega sua bacia com bananas pra fazer um dinheiro… quais são seus sonhos?

DSC04548

DSC04552

Dessa maneira, muitas outras pessoas fazem o mesmo pelas ruas de Mindelo… espalhadas por todos os lados em busca de algo.

DSC04557

DSC04561

DSC04560

Não resisti… e comprei algumas cestas feitas por esse povo gente boa, simpático e humilde de Cabo Verde.

DSC04593

Pra nos surpreender, aqui em Mindelo, encontramos vários lugares muito agradáveis pra se tomar uma cerveja e comer uma boa comida… esse minúsculo bar fica em uma praça e é muito acolhedor, sentar em uma mesinha destas e receber o ar fresco da noite… tomando uma geladinha é muito bom!

DSC04506

Já aqui uma pizzaria e bar… lugar bem decorado, ambiente agradável, iluminação bem cuidada… impecável.

DSC04530

Fomos com os amigos que fizemos aqui Mindelo, na marina, eles estão levando uma barco para o Brasil, são portugueses, Pedro e Nuno, muito boa gente!

DSC04576

Hummmm… a pizza deliciosa, massa fina e recheio na medida.

DSC04532

E aqui… Buzio Guisado, aquele daquela foto no Mercado de Peixe, com aparência estranha… hummm, é muito bom! Delicia! Muito legal conhecer novos sabores!

DSC04574

Em frente a Marina de Mindelo.

DSC04612

Cabo Verde, foi uma parada que superou nossas expectativas, adoramos o lugar e as pessoas daqui, gente humilde, receptiva, sorridente. Valeu a pena a parada.

…um pedacinho da África no Oceano.