Você verá que a emoção começa agora...
Agora é brincar de viver!
(Guilherme Arantes)





quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A CAMINHO DO OIAPOQUE

 

Saimos da inusitada Ilha dos Lençois no dia 11 de Novembro às 16h, rumo ao Oiapoque, tinhamos pela frente 520 milhas e um tempo estimado em 4 dias para completar esse percurso. Então vamos lá, na hora de sair fazemos a maior festa, tocamos os sinos que temos pendurados em nossos cockpits e desejamos bons ventos aos amigos velejadores porque sabemos que depois de algumas horas não temos mais nenhum deles no visual.

DSC08718

DSC08724

Mais um lugar que deixamos e entra pra nossa história, fica na nossa lembrança… (como podem ver a ordem cronológica ficou um pouco prejudicada já que postei a linha do Equador ontem, mas menos de 24h após a nossa saída passamos pela linha, daqui em diante vocês já poderão observar um cara estranho a bordo do Andante… rsrsrs).

Gente, a navegação é tranquila e o vento também, até demais… fico me perguntando – Onde estão os famosos “ventos alísios”, que sopram constantemente por essa região? – Já estou achando que é folclore. Nesse trajeto ocorrem muitos peixes voadores, é incrível! São pequenos, pouco maiores que as nossas conhecidas manjubas e voam mesmo, ficamos observando-os o tempo todo voando sobre o mar aos montes, parecem crianças arteiras fazendo algazarra na rua… é divertido vê-los tão serelepes… mas quando eles caem no convés do Andante (isso acontece principalmente a noite) e deixam o barco com cheiro de peixaria, putz… da vontade de mata-los, mas não é preciso pois nessa hora eles já eram…

DSC08751

De manhãzinha o Fer (será que é ele mesmo?) vai recolher os fedidinhos que empesteiam o convés e tem um trampo porque não sou poucos não! Retirávamos pelo menos uns 40 peixinhos desses toda a manhã… dá uma olhada no balde!

DSC08752

Muito mais agradável é a companhia dos lindos golfinhos, que aparecem na popa do Andante e fazem a maior festa, deviam ser uns 10, eram bem maiores do que os vimos em Noronha e quase pretos, mas como todos os outros parecem sorrir pra gente… e dão uma animada no dia, afinal essas travessias longas às vezes trazem um pouco de tédio… não tem muito o que fazer e ficamos num espaço de mais ou menos 15m²… então, que venham os golfinhos!

DSC08754

Ah… às vezes, pássaros usam o Andante pra descansar… olha esse ai!

DSC08760

Não contente… resolveu tirar um cochilo em nosso motor de popa… legal né! Rsrsrs.

DSC08763

Putz… é dia da Festa da Vó, toda a familia Lamberti reunida na Chácara do Tio Valter em Indaiatuba… bendito seja nosso celular via satélite… rsrsrs. Consegui falar com todos, foi a maior festa, fiquei muito feliz e emocionada, confesso! Amo muito vocês todos!!!

DSC08768

Nossa… às vezes chegava até me arrepiar olhar para o Fer, ele está muito parecido com o Seu Zé… Vixi Maria, ele tá curtindo o bigodon… já eu, to achando meio estranho, mas o que vale é a brincadeira… ahahahahah!

DSC08772

Passamos à umas 100 milhas, quase 200 km, da foz do Rio Amazonas, mas mesmo assim sentimos a sua força, a correnteza aumenta e vemos nitidamente a cor da água do gigante que não se mistura com a do mar tamanha é sua força… formando uma linha divisória a perder-se no horizonte. Impressionante! Nesta foto pode se ver duas cores na água, mas é claro que não tão fortes como podíamos ver no momento, ao vivo e literalmente em cores.

DSC08776

Durante todo o percurso vemos mal tempo se formando ao nosso redor… ai meu Deus! Fico sempre com um pouco de medo… e começo a rezar pra que essas nuvens carregadas saiam do nosso caminho… aff!

DSC08787

Já o Comandante diz – É bom Paula, essas nuvens podem nos trazer ventos melhores para que possamos andar, sair dessa paradeira – Eu hein, deixa assim mesmo! Rsrsrsrs. Mas mesmo com o essas nuvens carregadas no céu, quando chegamos ao Oiapoque fomos brindados com um lindo arco-iris.

DSC08800

Chegamos ao Cabo Orange, Oiapoque, 85h depois que partimos da Ilha dos Lençois.

DSC08806

Parada estratégica para descansar e estar nesse marco que é o Oiapoque, estamos no ponto mais ao norte desse país com dimensões continentais que é o nosso Brasil, é uma alegria saber que chegamos aqui com o Andante. Marcão e Daniel do Allegro, vieram a bordo pra tomar o café da manhã conosco, com direito a pão de queijo feito na hora (receita da D.Vani), devia ser uma 6h da manhã… comemoramos!

DSC08814

O tempo fechou de novo, olha só o Allegro e o Andante com o céu carregado ao fundo. A água aqui é muito barrenta por conta do Rio Oiapoque que desemboca justamente onde estamos, a cor é quase laranja, talvez por isso batizaram esse cabo de “Cabo Orange”.

DSC08822

DSC08818

Ficamos ancorados nesse lugar por 10 horas, mas antes os malucos Fernando, Daniel e Marcão resolveram ir de bote até a terra, que estava mais ou menos 3 milhas do barco, para que ao menos pisássemos no Oiapoque. Meu… e aquele mal tempo? Como eu era minoria, lá fui eu com o… na mão e eles dando risada de mim, fazendo piadinhas e ainda diziam – Não sei não, mas acho que aquela nuvem gigante e carregada ta vindo pra cá… Vixi! – Bem, não conseguimos colocar o pé no chão do Oiapoque porque ficou muito raso bem antes de chegarmos perto de terra, então colocamos o pé no barro que estava logo abaixo do bote e voltamos… Aff! Esse povo é doido e eu mais ainda de acompanhar! rsrsrsrsrs. Na foto, atrás da gente é o Cabo Orange, o Oiapoque.

Missão cumprida!

DSC08828

4 comentários:

Vani Lamberti disse...

Vixi maria!!!!!!!,Paula vc com esse cagaço!!!!!,
fico imaginando vcs pegarem "pirajás" como o alegro pegou, acho que vc vai se borrar toda....rsrsrsrsrsrsrs bjs maãe

Mauricio e Silvia disse...

EEEEEEEEE !!!!! ATÉ QUE ENFIM IMAGENS E HISTÓRIAS PARA PODERMOS VIAJAR JUNTOS!!!! RSRSRSRSRS
Paulinha e Fernando, boa sorte agora que sairam do nosso querido Brasil e que bons ventos os levem !!!!!
RAIOS RAIOS E MAIS RAIOS... AGORA O FER ESTA PARECENDO UM LEGITIMO PORTUGA O PÁ RSRSRSRSRSRS. ESTA DA HORA, PARECE O FRED MERCURI LUSITANO RSRSRSRS
BJS E ABRAÇOS

Mauricio e Sílvia

Paula Lamberti e Fernando Mendes disse...

É mãe, acho que as oferendas à Netuno resolveram, nenhum pirajá... ainda bem!

Cesar e Glaucia disse...

Olha Paula, vai ter de rolar uns ventinhos as mais pra ter de dar uma rizada nas velas!!! se não não tem graça!
Pra mim, o Fer ficou a cara do Zé Rodrix!

Bons Ventos.